Formação Pedagógica e Segunda Licenciatura: entenda a diferença!

Em 2015, o Ministério da Educação (MEC) estimou o déficit de 170 mil docentes nos níveis fundamental e médio no país. Além disso, muitos professores também não têm a qualificação necessária para a formação dos estudantes. Isto se deve por que faltam profissionais interessados em lecionar em áreas como Matemática, História, Geografia, Ciências Biológicas, Física, Sociologia, Informática.

Para incentivar a formação de mais professores nestas áreas, o MEC publicou a Resolução nº 2, de 1º de julho de 2015, conhecida como R2, permitindo que profissionais já graduados não licenciados busquem sua formação pedagógica em tempo menor e que licenciados busquem sua segunda licenciatura de forma mais rápida também.

Ao se formar, o profissional poderá atuar nas diferentes modalidades do sistema de ensino formal, como o Ensino Fundamental II, Ensino Médio, Educação de Jovens e Adultos, Educação Profissionalizante, Educação Inclusiva e a Distância, atuando como professor de uma área específica ou desempenhando atividades de planejamento, coordenação e supervisão de atividades pedagógicas.

O curso de Formação Pedagógica tem por objetivo viabilizar, em menor tempo, outra graduação para aqueles que já concluíram um curso de nível superior com titulação em Bacharelado ou Tecnólogo, independentemente da área de formação, e desejam atuar como licenciados. Ex: Tecnólogo em Processos Gerenciais que deseja se licenciar em Matemática para atuar nesta área.

Já o curso de Segunda Licenciatura é voltado aos profissionais que já são da área de Educação e desejam ter uma nova habilitação para atuar em uma nova ou paralelamente em outra área. Por exemplo: Licenciado em Pedagogia que deseja ter uma nova habilitação e para atuar juntamente em uma nova área, por exemplo: Letras.


Conheça os nossos cursos: